Opinião de José António Rousseau: “Acordos precisam-se. Dão-se alvíssaras”